Voltar para  Home
 
 
Lanšamento do livro: Entre mulheres - Depoimentos homoafetivos
Todos os eventos >>
392.993

Convite

Convidamos a todos para o lançamento do livro:

"Mãe sempre sabe? Mitos e verdades sobre pais e seus filhos homossexuais".


São Paulo

Quando: 18 de outubro, sábado, das 19 às 22 horas.
Às 20:30h haverá um bate-papo com os amigos.
Onde: Shopping Pátio Paulista - Saraiva MegaStore
(próx. Pr. Oswaldo Cruz, no final da Av. Paulista).


Rio de Janeiro

Quando: 21 de outubro, terça-feira, das 20 horas.
Onde: Salão da Pastoral Universitária da PUC-Rio
Rua Marquês de São Vicente, 225. Subsolo da igreja, Bairro Gávea

 

Livro

Mãe sempre sabe?

Edith Modesto

Mais uma vez, escrevo sobre a homossexualidade nessa obra publicada pela Editora Record. Desta vez, a minha reflexão é a nossa percepção sobre a orientação sexual dos nossos(as) filhos(as).

O livro é baseado nos 10 anos de minha vivência com pais e seus/suas filhos/as gays e trata de assuntos relevantes para a boa relação dos(as) jovens homossexuais com suas famílias, incluindo a minha experiência com meu filho homossexual, e que deu início a todo o trabalho.

"Mãe sempre sabe? Mitos e verdades sobre pais e seus filhos homossexuais" conta com a colaboração de Klecius Borges, psicoterapeuta e colaborador voluntário da GPH - Associação Brasileira de Pais e Mães de Homossexuais (www.gph.org.br), entidade sem fins lucrativos fundada e presidida por mim.

No texto, eu abordo os mais diversos temas relacionados à descoberta e aceitação da homossexualidade pelos gays e seus familiares. A relação com a sociedade, o que inclui a escola e a religião, também são retratados com seriedade, pois professores e líderes religiosos ainda não estão preparados para lidar com a diversidade.

Outro aspecto que merece ser comentado é o fato de, pela primeira vez, alguém abordar os sentimentos paternos em relação à homossexualidade dos filhos, dedicando um capítulo inteiro aos pais. Além disso, o caso das mulheres lésbicas que acabam tendo casamentos heterossexuais e não compreendem porque não são felizes sexualmente também é descrito. Muitas delas têm que enfrentar não só os pais, mas os filhos e o marido.

Eu penso que esse trabalho é interessante, pois não trata da minha vivência com um grupo de pais militantes, mas sim de pais que buscam ajuda para aceitar a orientação sexual de seus(suas) filhos (as). E, em minhas pesquisas, procurei referências em todo o mundo e não achei nada parecido com o que o GPH faz.

 

Desenvolvido por: StudioAghata Mapa do Site | F.A.Q.